Header Ads

Polícia detalha confronto com trio responsável pela morte de tenente



Polícia detalha confronto com trio responsável pela morte de tenente
Foto: SSP
Uma operação deflagrada na manhã desta quinta-feira, 29, pelas polícias Civil e Militar, resultou no confronto com três indivíduos suspeitos de participarem do homicídio que vitimou o tenente da PM, Temístocles Almeida, ocorrido na semana passada, no bairro Coqueiral. O trio acabou morrendo em confronto com a polícia, no Povoado Massapê, localizado no município de Laranjeiras.

Em entrevista coletiva concedida na tarde de hoje, na sala de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Jonathas Evangelista, e o comandante do policiamento militar da capital, tenente-coronel Vivaldy Cabral, detalharam a ocorrência, que teve início após o recebimento de uma informação, via Disque Denúncia (181), de que possivelmente os três suspeitos de terem tirado a vida do tenente Temístocles Almeida, estariam escondidos numa casa no povoado Massapê, localizado no município de Laranjeiras.

"De posse dessas informações, equipes do DHPP, da Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) e  Departamento de Narcóticos da Polícia Civil, com o apoio de militares do Comando de Operações Especiais (COE), e do Grupo Tático Aéreo (GTA), se dirigiram até o local indicado. Chegando lá, ao dar a voz de prisão, o trio acabou entrando em confronto com a polícia, sendo alvejado. Os policiais prestaram socorro, mas infelizmente eles vieram a óbito", explicou o ten-cel Vivaldy Cabral.  

Ainda sobre a operação, o delegado Jonathas Evangelista ressalta que, segundo informações, o trio já planejava praticar outro homicídio: "houve também informações de que o trio estaria planejando mais uma ação hoje pela manhã, outro homicídio. Por conta disso, a operação foi organizada e deflagrada".

Os suspeitos são: Adenilson Teixeira Santos, 18 anos, conhecido como "Ninho", Romário Torres Nascimento, 22, e um adolescente de 13 anos. Junto com eles foram apreendidos também um revólver calibre .38 e uma pistola .40, além de diversos aparelhos telefônicos, sendo um deles pertencente ao tenente Temístocles.

"É importante destacar que essas pessoas que foram mortas no confronto já possuíam passagem pela polícia por prática de diversos crimes e atos infracionais na capital. Desde o início, as ações foram um trabalho de parceria e precisamos ressaltar que ela não se encerra aqui, mas precisamos dar continuidade, levar todas as informações, encerrar o caso e encaminhar ao Judiciário, para que sejam adotadas as medidas cabíveis", finalizou o tenente-coronel Vivaldy Cabral.


Fonte: SSP/SE
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ALEATÓRIAS

Recentes