Header Ads

Número de mortes em acidente de trem na Índia sobe para 146



Número de mortes em acidente de trem na Índia sobe para 146


O número total de mortos do acidente de trem que ocorreu neste fim de semana na Índia subiu para 146, de acordo com o balanço divulgado pelas autoridades nesta segunda-feira.

Os socorristas usaram guindastes para levantar o último dos destroços de metal na busca por corpos no local. Os voluntários continuam fazendo buscas, mas têm poucas esperanças de encontrar sobreviventes entre as ferragens do trem, que descarrilou na madrugada de domingo em Uttar Pradesh, no norte da Índia. O governo da Índia pediu uma investigação sobre as causas do acidente e disse que pretende punir os responsáveis.

“Ouvimos um barulho alto, como um terremoto. Caí do meu leito e muita bagagem caiu em cima de mim”, contou à agência Associated Press a passageira Ramchandra Tewari, que sofreu ferimentos na cabeça. “Pensei que ia morrer, e então desmaiei.”

O acidente
Os 14 vagões do trem expresso Patna-Indore saíram da linha férrea perto da cidade de Kanpur, no Estado de Uttar Pradesh, às 3h (19h30 de Brasília, sábado), quando muitos passageiros estavam dormindo. Acredita-se que 2.000 pessoas estavam no trem no momento do acidente. Canais de televisão exibiram imagens de uma composição inclinada, com alguns vagões praticamente esmagados.

O acidente de trem mais grave na Índia aconteceu em 1981, quando um trem caiu em um rio e matou 800 pessoas. Em 2010, a colisão de um trem de passageiros com uma composição de cargas em Bengala Ocidental (leste da Índia) deixou 146 mortos e mais de 200 feridos. Em 2014, também em Uttar Pradesh, 26 pessoas morreram quando um trem de passageiros bateu em um trem de carga. No ano passado, 27 passageiros faleceram quando dois trens descarrilaram em Madhya Pradesh (centro do país). O governo de Modi prometeu investir 137 bilhões de dólares em cinco anos para modernizar e tornar mais segura a precária rede ferroviária.

Com informações da VEJA.com
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ALEATÓRIAS

Recentes