Header Ads

Governo de Sergipe atrai investimentos que somam mais de R$ 8,4 bilhões em 2016



Empresas irão gerar 1.722 novos empregos

Empresas irão gerar 1.722 novos empregos em Sergipe
Foto: Silvio Araujo/Sedet

O Governo de Sergipe atraiu 22 novas indústrias em nove diferentes municípios do Estado durante o ano de 2016. Os dados do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), apontam que, juntas, essas empresas irão gerar 1.722 novos empregos e mais de R$ 8,4 bilhões em investimentos no estado. Através do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), os novos empreendimentos recebem incentivos fiscais e locacionais do Governo para se instalarem em Sergipe, gerando empregos e renda por aqui. Outros 37 processos encontram-se atualmente em análise para enquadramento no PSDI. Na última reunião do ano, ocorrida no dia 12, o CDI contou ainda com a manutenção de investimentos já aplicados no estado.

As indústrias incentivadas estão em vários ramos de atividade, como a fabricação de colchões, de adubos e fertilizantes, de peças e acessórios para sistemas de marcha e transmissão de veículos, fabricação de asfalto, de produtos e esquadrias de metal, de calçados, de componentes eletrônicos, de produtos de limpeza e uma usina termoelétrica para produção de energia, entre outros empreendimentos. As unidades industriais irão se instalar nos municípios de Nossa Senhora do Socorro, Carmópolis, Estância, Campo do Brito, Propriá, Barra dos Coqueiros, Carira, Lagarto e Pacatuba.    

Um desses empreendimentos, a Usina Termoelétrica (UTE) Porto de Sergipe I, representa o maior investimento privado já realizado em Sergipe, orçado em R$ 5 bilhões. O empreendimento vai diversificar a matriz energética do país, baseada em hidrelétricas e com risco de apagões por conta da seca. Com capacidade de gerar até 1.516 megawatts de energia, a usina pode atender 15% da demanda por energia no Nordeste. A Porto de Sergipe I é o primeiro projeto entre os demais previstos para o Complexo de Geração de Energia Governador Marcelo Déda, localizado na Barra dos Coqueiros e que poderá gerar 3 mil megawatts de energia. 

Todo o projeto contou com o apoio do Governo do Estado, com incentivos do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI). A previsão é que as obras durem 36 meses, gerando 1.700 empregos diretos e indiretos neste período, para estar em plena operação em janeiro de 2020. 

Para o secretário Chico Dantas, a orientação do governador Jackson Barreto é fazer ingressar novos projetos de forma constante e com uma maior abrangência geográfica. “Agora em 2016 estivemos reunidos com os secretários municipais de indústria e comércio e prefeitos para traçar estratégias de novos investimentos, de acordo com o potencial de cada município. Além disso, pretendemos ir a campo com os nossos empresários para motivá-los a inserirem novos investimentos”, pontua o secretário, ao concluir que a expectativa do Governo é de dar continuidade ao trabalho realizado pelo CDI  com mais aprovações de incentivos no ano de 2017 que  chega com uma perspectiva de melhorias na economia.

Fonte: ASN
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ALEATÓRIAS

Recentes