Header Ads

Moradores de Malhador se reúnem com a Deso



Foto: Ascom/Deso
Na manhã da última quinta-feira (29), moradores da cidade de Malhador (SE) reuniram-se com membros da Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), da Defesa Civil, da Polícia Militar e da prefeitura local. O objetivo foi o de esclarecer os problemas que a região passa e negociar possíveis soluções para o desabastecimento no local.

Malhador passa por uma das piores crises hídricas de Sergipe, isso é causado pelo forte período de estiagem e pelas captações ilegais de água ao longo do curso dos rios Mata Verde e Cajueiro dos Veados. “No momento em que se vive, não é possível tirar água para a irrigação das plantações e para o uso dos demais cidadãos. É preciso definir a prioridade, que é o consumo humano”, afirmou Carlos Anderson Pedreira, superintendente de sistemas regionais de água da Deso.

Na reunião, presidida pelo superintendente de Recursos Hídricos do Estado, Ailton Francisco da Rocha, os moradores agradeceram a dedicação da Deso e da Semarh. “Vocês poderiam chegar aqui com a polícia e retirar tudo das nossas propriedades, mas fomos respeitados, vemos realmente o esforço da parte de todos os órgãos aqui presentes, para que juntos possamos encontrar a melhor saída para essa crise”, disse Wilson de Melo, representante dos irrigantes.

Luiz Carlos, coordenador de preservação e revitalização dos mananciais da Deso, declarou que a Companhia vai estudar, junto à Companhia de Desenvolvimento e Recursos Hídricos (Cohidro), a possibilidade de perfuração de poços nas propriedades rurais. “Precisamos de 82 m³ para operar na cidade, no sistema de rodízio. Atualmente, estamos apenas com 62 m³, o que inviabiliza a distribuição adequada. A construção de poços vai aliviar o rio e nos permitir operar com mais vazão, sem precisar afetar a irrigação dos agricultores. Mas primeiro, temos que avaliar as condições do solo”, explicou.

A secretária de agricultura de Malhador, Josefa Menezes, chamou a atenção para as questões ambientais. “Se nós não cuidarmos das matas no entorno dos rios e não pararmos de represar a água irregularmente, não vamos ter mais água de jeito nenhum”, ressaltou.

Na próxima quarta-feira (04), haverá mais uma reunião com a participação de todos esses órgãos e da comissão formada por membros da Deso, da prefeitura de Malhador e do sindicato dos trabalhadores rurais. No dia seguinte, quinta-feira (05), será realizada mais um encontro com os malhadorenses.

A Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso, ressalta que qualquer dúvida pode ser retirada através do 0800 079 0195, bem como a solicitação de carros-pipa para melhorar o abastecimento da região.

Fonte: Ascom/Deso
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ALEATÓRIAS

Recentes