Header Ads

Santa Rosa de Lima receberá fábrica de componentes automotivos



Foto: André Moreira/ASN


Durante a tarde da última quinta-feira, 23, o governador Jackson Barreto recebeu os representantes da multinacional Cooper Standard para conhecer o novo projeto da fábrica de componentes e sistemas automotivos, que será instalada em Santa Rosa de Lima. O investimento poderá gerar 800 empregos. O diretor-geral, Jürgen Kneissler, e o diretor de operações da Cooper Standard na América do Sul, Ricardo Prado Del Fiori, apresentaram na reunião os benefícios que o investimento trará para a região.

“Nós conseguimos, através do PSDI, dar todo apoio necessário para que a Cooper Standard escolhesse Sergipe como sede de mais uma de suas fábricas. O governo acredita que por ser uma empresa que trabalha com componentes automotivos, a implantação dela trará bastante desenvolvimento para região”, afirmou o governador.
De acordo com a proposta, a unidade começará a produzir já em março do ano que vem, gerando inicialmente 200 novas vagas. Com a ampliação da linha de produção, o número de empregos deverá chegar a 800. A unidade de Santa Rosa de Lima fornecerá peças às montadoras Ford, em Camaçari (BA), e Fiat, em Goiana (PE).

De acordo com o Secretário do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, a chegada de mais uma indústria é um fato de extrema importância para Santa Rosa, pois o número inicial de 200 novos empregos influenciará em outras conquistas futuras. “Esse investimento tem grande relevância, porque participar desses polos automotivos, que envolvem Bahia e Pernambuco, nos dá a esperança de trazer outras indústrias desse mercado, o que proporcionará mais progresso e desenvolvimento para nosso estado”, complementou.

Para isso, o governo investirá na construção de um galpão com 10 mil m², em um terreno de 50 mil m² cedido pela Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise).

Além do projeto arquitetônico, os recursos também serão destinados às obras de terraplanagem, a fim de adaptar todo espaço para a instalação completa da estrutura, composta por equipamentos e maquinários para a linha de montagem das peças, que serão de responsabilidade da empresa. Em março, será formalizado um protocolo de intenções, assinado pelo governador e por representantes da Cooper Standard, para que a implantação da unidade seja iniciada.

Preocupação

O diretor-geral da Cooper Standard na América do Sul, Jürgen Kneissler, ressaltou a importância dos incentivos oriundos do governo do Estado. “O governo foi fundamental nesse processo, pois nos deu todo apoio para que pudéssemos nos firmar ainda mais nesse mercado competitivo. As possibilidades oferecidas aqui, tanto em localização, quanto em incentivos e em mão de obra, fazem de Sergipe um pacote completo para nossa empresa. Tanto que no mínimo 90% dos nossos futuros empregados serão da própria região em que a fábrica será instalada”, garantiu.

Garantias que, segundo Jackson, transformarão a história das pessoas que farão parte dessa nova realidade. “A chegada dessa multinacional, juntamente com a vinda de diversos outros grandes investimentos, como o da termoelétrica, por exemplo, demonstram a preocupação do governo com o futuro das novas gerações. Nesse caso específico, fico ainda mais feliz, pois grande parte da mão de obra utilizada nessa linha de produção será de Santa Rosa de Lima. Com isso, poderei realizar meu sonho de entregar uma fábrica à terra onde nasci, proporcionando à juventude de minha cidade mais oportunidades de conquistar uma vaga de emprego. Será um marco de mudança de paradigma para toda essa região”, comemorou.

A empresa

Com faturamento global de US$ 4 bilhões e 30 mil empregados em 20 países, a Cooper Standard foi fundada em 1927 em Dearborn, região metropolitana de Detroit e berço da indústria automotiva dos Estados Unidos. Hoje, a sede mundial da companhia fica localizada Novi, Michigan. A operação brasileira atende a Europa, devido à maior compatibilidade de produtos.

A empresa é fornecedora de sistemas e componentes para a indústria automotiva e seus produtos incluem vedação de borracha e plástico, linhas de combustível e freio, mangueiras de transferência de fluidos e sistemas anti-vibração.

Instalada desde 1995 no País, a empresa produz em Varginha-MG e Atibaia-SP vedações de borracha (guarnições de portas) e dutos de combustível e fluído de freio. Desde o início do ano, a multinacional planeja expandir seus negócios com mais duas fábricas de montagem, uma unidade em Santa Rosa de Lima e outra no Sul do país. O segundo projeto fornecerá peças para GM Motors, em Gravataí (RS), Renault e Volkswagen,  ambas em São José dos Pinhais (PR).

A empresa direciona 100% da produção às linhas de montagem de veículos leves, sem atuação direta no mercado de reposição. Quase todos os fabricantes de automóveis no Brasil são clientes – exceto a Hyundai, que tem fornecedor próprio.

Com cerca de 1,5 mil empregados no Brasil e unidades em Varginha, Atibaia e Camaçari, a Cooper Standard produz anualmente 25,4 milhões de vedações de borracha e 5,9 milhões de dutos metálicos. A empresa apresenta um ótimo desempenho global, e suas ações listadas na Bolsa de Nova York saltaram de US$ 45 para US$ 110 em apenas um ano e meio.

ASN
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ALEATÓRIAS

Recentes