Header Ads

Foragido da justiça é preso em Propriá




Ele responde pelos crimes de homicídio, tráficos de drogas e organização criminosa

Foto: SSP


Policiais civis da Delegacia Regional de Propriá efetuaram a prisão do foragido da justiça Victor Cruz Santos Silva, mais conhecido como “Nego Vitor”, indivíduo de alta periculosidade acusado de cometer vários crimes, entre eles, tráfico de drogas, homicídios e por integrar organização criminosa. Ele se entregou aos agentes nesta quarta-feira,29.

Segundo o delegado Antônio Wellington, Nego Vitor é acusado de cometer diversos crimes no município desde meados de 2015, entre eles tráfico de drogas e homicídios. “Ele é citado como importante traficante do bairro Remanso, em Propriá, além de contra si pesarem indícios de ser mandante de assassinatos de desafetos e devedores de drogas”, explicou.

Em relação a crimes de homicídio, Antônio Wellington ressalta que ele está sendo investigado pela prática do último homicídio registrado em Propriá, havendo indícios de que ele tenha sido o mandante do crime: “Ele teria mandado matar uma testemunha por acreditar que ela tenha sido a responsável por denunciar à polícia a localização de uma boca de fumo invadida pela polícia em janeiro deste ano, oportunidade em que policiais civis encontraram considerável quantidade de entorpecentes, de munição e um comprovante de depósito no valor de R$ 1.500,00 depositado numa conta mantida por um presidiário que cumpria pena no presídio de nossa senhora da glória”, ressaltou o delegado.

Ainda sobre o caso, o delegado informou que durante as investigações  percebeu uma importante teia criminosa formada, “em que traficantes da rua injetavam recursos financeiros em prol dos parceiros presos”.

Quatro pessoas já tinham sido presas nesta investigação, a qual ficou evidenciada a participação de Nego Vitor como administrador de um ponto de drogas importante, mantendo inclusive empregados que travavam os contatos com os usuários, vendendo-lhes os entorpecentes.

Ele agora está sob custódia, à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: Ascom_SSP/SE
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ALEATÓRIAS

Recentes