Header Ads

Mulher é condenada a sete anos de prisão por fazer sexo grupal com menores



Segundo a imprensa inglesa, foram dez acusações de abusos físico e sexual; adolescentes de 13 a 15 anos estão traumatizados e um foi expulso da escola



Mãe de três crianças, a inglesa Amanda Tompkins, de 39 anos, foi condenada a sete anos de prisão por ter se relacionado sexualmente com um grupo de meninos menores de idade – em alguns casos, os colegas eram abusados um ao lado do outro. O juiz Francis Sheridan afirmou que ela é louca por sexo, procurando pela relação sem considerar a idade dos parceiros.
Segundo a imprensa inglesa, foram dez acusações de abusos físico e sexual. No total, seis adolescentes de 13 a 15 foram vítimas de Amanda. Em um dos casos, após ter relação com penetração e sexo oral com um deles, ainda chegou a dizer para o garoto que estava grávida dele e precisaria realizar um aborto.

Abusos

Amanda costumava chamar atenção dos adolescentes os convidado para a própria casa para tomar bebidas alcoólicas e fumar maconha. Depois que eles aceitavam o convite e chegavam na residência, ela ficava nua e os envolvia sexualmente.
A inglesa confessou todos os crimes. “Você estava preparada para abusar de cada um daqueles garotos unicamente para prazer próprio. Você não tem limites. Nunca era suficiente”, afirmou o juiz. “Para os seus próprios filhos você era terrível. Você abusava sexualmente destes garotos enquanto suas crianças mais novas estavam em casa.”
“Eu te acompanhei neste caso e não vi nenhuma lágrima nos seus olhos. Você é uma desgraça como mãe e não hesito em dizer isso”, completou Francis.

Traumas

Para abusar dos garotos, a inglesa normalmente se embriagava. Tudo o que fez deixou as vítimas traumatizadas. Inicialmente, eles tentavam afastar a mulher, mas ela continuava insistindo e acariciando os garotos até que eles já não conseguissem mais evitar a relação sexual.
Hoje, eles ficaram marcados como os garotos que sofreram abuso e não conseguem mais se relacionar normalmente com os colegas. Um deles chegou a ser expulso da escola após seu comportamento ter mudado com o assédio.
Os abusos tiveram início em fevereiro do ano passado. Enquanto o juiz lia a sentença, Amanda era vista balançando a cabeça e revirando os olhos. Além de ter sido condenada a sete anos por ter feito sexo com menores, também ficou proibida de ter qualquer contato com crianças.
Fonte: IG
Tecnologia do Blogger.

NOTÍCIAS ALEATÓRIAS

Recentes